Quando o trabalho faz mal, a saúde do profissional fica prejudicada!

Em geral, no mercado de trabalho, com a competividade de negócios e profissionais crescendo, o número de pressões físicas e psicológicas aumentam. Manter uma estabilidade na carreira na atualidade é sinônimo de estresse, ansiedade e outros tipos de sofrimentos mentais. Isso se torna importante, para todo o colaborador nas empresas, a conservação da sua saúde mental.

Segundo os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), os transtornos mentais e comportamentais estão entre as principais causas da perda de dias no trabalho em todo o mundo. Os casos leves causam média perda de quatro dias de trabalhos por ano e os graves, cerca de 200 dias de trabalho anual.

A maior parte do tempo é dedicado ao ofício, como por exemplo, se um funcionário trabalha 8 horas diariamente, é impossível fazer a gestão de multitarefas, se ele sofre com transtornos mentais no ambiente de trabalho.

Por conta destes transtornos, os empregadores precisam garantir aos funcionários o apoio para que ambos continuem ou retornem às atividades, e ter os recursos necessários para que o profissional garanta seu desempenho, obtendo êxito na sua função.

 

Decom/IBB